15 dezembro 2007

Google quer concorrer com Wikipedia

A muito já sabemos que a Wikipedia é um dos sites que mais incomodam a Google. Ainda mais depois que a Wikipedia lançou idéias sobre concorrer com o Google no setor de buscas. Mas agora a guerra foi declarada! A idéia da Google é construir uma mega enciclopédia online colaborativa, para substituir a Wikipedia. Veja mais na entrada do dia 12/12 no blog oficial:

Encouraging people to contribute knowledge


E também na Veja.com, do dia 14/12: O Google quer concorrer com a Wikipedia.

Alguem duvida? A Google não tá parecendo a Microsoft??

Trabalho em casa

Hoje faz um mês e meio que saí da Powerlogic para trabalhar em casa. Está sendo uma ótima experiência. Tenho perseguido melhorar minha organização e meu tempo. Além disso, fiz novos amigos que moram no exterior.

Estou trabalhando para um instituto de pesquisa no Chile, desenvolvendo alguns produtos que utilizam tecnologia de ponta. É muito bom estudar coisas novas. A primeira etapa envolve o uso do JXTA para criar redes P2P, que eu venho acompanhando e estudando desde 2002, quando ainda estava na graduação. É bom utilizar algo que conhecemos, e melhor ainda, poder passar esse conhecimento aos outros.

O problema de trabalhar em casa tem sido os constantes assaltos à geladeira, que estou tentando controlar. No mais, a paz de trabalhar em casa, às vezes até descalço, tem me deixado mais tempo para pensar nos problemas de implementação.

SCEA 5 Beta - Parte 2... Não deu tempo!

Infelismente, não consegui tempo para me dedicar à parte 2 do SCEA 5 Beta... É muito pouco tempo, do dia 21/11 até 12/12. Eu teria que parar minha vida para fazer esse exame: "We have designed the complexity of the assignment so that it should take between 40-60 hours.". E exatamente na época de fim de período na faculdade onde dou aula (PUC Minas), e de maior carga de aulas minha na Pós Graduação (passei os últimos 3 ou 4 sábados, incluindo hoje, dando aula o dia inteiro!). Além disso, passei por problemas de saúde e outros problemas particulares. Nós temos que fazer escolhas e definir prioridades...

Mas não foi em vão. Aprendi muito sobre JavaEE na primeira fase, testei meus conhecimentos, e me preparei para fazer a segunda parte. Ainda pretendo completá-la, pelo menos para treinar. Daqui a um ano espero estar com a certificação em mãos, mesmo tendo que pagar por ela.

21 novembro 2007

SCEA 5 Beta - Parte 2, aí vamos nós!

Acabei de receber o e-mail da Sun dizendo que eu passei na parte I do exame beta do SCEA que fiz em outubro. Fiquei com 70%. Agora é enfrentar a parte 2... E rever meus vagos conhecimentos em UML (a muito não trabalho diretamente com UML).

13 novembro 2007

SOAP x REST

Há muita discussão hoje sobre o uso de REST como alternativa ao SOAP. Há até alguns que duvidam que REST é mesmo WebService, já que se acostumaram a ver WS como um emaranhado de siglas e padrões para fazer o que chamamos genericamente de "chamada remota de procedimento" (RPC). Nessa visão, REST parece simples demais para ser algo comercialmente "vendável".

REST é sim WebService, quando se percebe que a finalidade principal do WebService é permitir a comunicação entre duas aplicações quaisquer, independente de sua plataforma/linguagem de desenvolvimento. Eu tomei conhecimento do REST em 2004 enquanto escrevia minha dissertação (que foi sobre WebServices para Mineração de Dados), e percebi logo que REST tem muitas vantagens com relação ao SOAP, a começar pelo menor processamento necessário para a mensagem. SOAP é um emaranhado de tags XML para falarem pouca coisa. Num ambiente onde poder de processamento é escasso, processar tags "desnecessárias" pode ser penoso a todo o sistema. É o caso, por exemplo, de aplicações JavaME.

Pretendo colocar aqui algumas observações sobre REST, explicar seu funcionamento, e advogar a seu favor. Não pretendo abordar 100% do tema, mas espero poder ajudar a quem ainda estiver em dúvida sobre se é utilizável ou não o REST no lugar do SOAP.

Por enquanto, dêem uma olhada nos artigos que encontrei e marquei no del.icio.us.

03 novembro 2007

Novos Rumos

Chega momentos em que nós temos que seguir novos caminhos. Estou começando hoje um novo desafio em minha carreira. Saio da Powerlogic, para trabalhar em casa em um projeto de alta tecnologia.

Gostaria de agredecer muito a todos da Powerlogic, empresa onde aprendi e cresci muito. Aprendi muito com os amigos que fiz, em especial com o Paulo Alvim e toda equipe do jCompany. A Powerlogic é uma empresa em que gostei muito de trabalhar, e que vi passar de uma pequena empresa mineira para uma média (tendendo a grande) empresa de alcance nacional. Tenho certeza que é uma empresa que vai longe! Sucesso a todos vocês!

A Powerlogic, como toda empresa tem problemas sim, mas vi muitos serem resolvidos e presenciei a vontade de crescer, se profissionalizar e se tornar um lugar melhor para trabalhar. O dia que não houver problemas numa empresa, não haverá mais motivos para se trabalhar lá. Afinal, o que move o homem é o desafio de melhorar ou a busca de novos desafios.

Quanto aos meus novos desafios, trabalhar em casa é um grande deles! Falarei melhor sobre isso depois que me organizar.

15 outubro 2007

Vidas Virtuais

Me parece que realmente a idéia de vidas virtuais, sonhadas a muitos tempos e já mostrada em vários filmes que abordam inteligência artificial (incluindo Matrix, dentre outros), está cada dia mais próxima da realidade. Leia os textos da IDG Now!: Mundos virtuais podem ser chave para sofisticar inteligência artificial e Em algumas décadas, humanos irão se casar com robôs, defende tese.

O primeiro artigo fala sobre uma idéia genial, de colocar algorítmos de AI convivendo junto a pessoas reais em mundos virtuais, como o SecondLife. Nesses ambientes, vai se tornar cada dia mais fácil encontrar pessoas que só vivem ali, e já até abandoram suas monótonas (ou impossibilitantes) vidas "reais" (teremos que redefinir o que é real?). Por que não colocar nesse meio seres que não tem uma vida real?? Um tamagoshi super evoluído... Quais as possibilidades serão abertas nesse campo?


O segundo, mais bizzaro, fala da tese de doutorado defendida pelo David Levy, na University of Maastricht, intitulada “Relações Íntimas com Parceiros Artificiais”. Nela, David fala que os robôs estão cada vez mais modernos, e podem se tornar reais, e porque não, poremos nos relacionar com eles. Será? Espero que não cheguemos a esse ponto!
Se procurar no google, acharemos muitas referência a esse assunto. Procurando no site da Universidade, só encontrei a informação de que um David Levy é "President of the ICGA", ou Internation Computer Games Association. Se alguem tiver mais informações sobre o assunto, me informe.

10 outubro 2007

Sites Web2.0 - continuando

Aliás, outro site que me chamou atenção, nesse artigo do IDG Now! foi o Powerset, que promete um mecanismo de busca baseado em linguagem natural e web semântica: "Powerset is undertaking a huge task: building a natural language search engine that reads and understands every sentence on the Web." Para quem, assim como eu, está de olho na próxima geração de mecanismos de busca, vale uma olhada no post "what did steve jobs say about the iPod?".

09 outubro 2007

Sites Web2.0

Acabei de ler um artigo muito interessante do IDG Now! entitulado 10 novos serviços online que indicam o futuro da Web 2.0. Aponta sites que eu não conhecia, e que são muito interessantes. Para quem não sabe, eu sou afixionado por finanças pessoais, e o que mais me chamou a atenção foi o Mint, um gerenciador de finanças pessoais na Web, concorrente do Moneytrackin’. O Mint tem duas características muito interessantes:
  1. Faz a atualização automática de sua conta a partir da conta real, ou seja, acessa o seu banco ou cartão de crédito e atualiza (à noite) o seu estado atual. Isso pode causar problemas de segurança, mas eles se baseiam em privacidade para evitar problemas. "It automatically pulls together your bank, credit union and credit card data, and provides up-to-date and amazingly accurate views of your financial life".


  2. O Mint é inteligente, e pode te dar dicas personalizadas de economia e como melhorar seus gastos baseado em seus hábitos. "Using a patent-pending search algorithm, Mint constantly searches through thousands of offers from hundreds of providers to find the best deals on everything from bank accounts to credit cards; cable, phone and Internet plans, and more. Mint’s suggestions are “unique to you” as they are based on your individual spending patterns".

O Moneytrackin’, um concorrente web do MSMoney e GnuCash, eu já tentei utilizar, mas não consegui por falta de algumas funcionalidades básicas, como edição de operações programadas. Foi lançado uma nova versão recentemente, que pode ter resolvido esse e outros problemas. Mas de qualquer forma, parece que se tornou mais inteligente, com a integração com a comunidade e dicas de economia. Vale uma revisitada.

Certificação Arquiteto Java 5 Beta - Eu já fiz!

Fiz hoje a prova da primeira etapa da SCEA5 Beta. Realmente é uma prova muito cansativa, com perguntas que vão desde design pattern até segurança física de dados (proteger os logs antigos e papeis picados!), passando também por Corba e Integração de sistemas legados.

Considero que fui bem em 40% das questões (ou seja, questões que respondi sem deixar dúvidas pra trás, mas que eu posso ter errado), e o restante eu fiquei em dúvida...

Interessante foi ver que algumas questões continham erros, como uma resposta repitida (letras B e C eram identicas, p.ex.).

Para quem for fazer, recomendo estudar muito Design Patterns, Segurança e WebService/SOA. Além disso, RMI-IIOP e Corba, JCA e JMS/Message-Driven-Bean. Não esquecendo das diferenças entre JSF e JSP/Servlet, que também foram pedidas (perguntas como qual a maireira mais simples ou mais indicada em uma determinada situação).

Vamos agora esperar o resultado, pois ficou difícil prever qual será a nota.

05 outubro 2007

Certificação Arquiteto Java 5 Beta

Essa semana começou a aplicação das provas beta de arquiteto java (SCEA 5).
A inscrição foi um tumulto, pois eles marcaram para começar no dia 26, mas liberaram dia 25.. Ainda bem que eu estava monitorando, e vi no dia 25 pela manha. Aqui em Belo Horizonte só uma empresa que aplica os testes da Prometric, e por isso, às 11h já não havia mais disponibilidade de horário. Ainda consegui avisar alguns amigos, e um deles já fez a prova na quarta-feira. Segundo ele, a prova é bem alto nível, e cobrou muito de WebServices e XML, assuntos tão em moda, assim como SOA.
Farei a prova dia 09, à tarde. Espero estar preparado até lá.

17 setembro 2007

The Developers Conference, GlobalCode 2007

Fomos, eu e dois amigos, à The Developers Conference, conferência de desenvolvedores Java realizado esse fim de semana (14 e 15/set/2007) pela GlobalCode. O evento foi ótimo, e contou com a presença de Ed Burns, da Sun. Ed é o Lider da Especificação de JSF no JCP, e falou sobre Interfaces com o Usuário (mostrando os desafios e importâncias desse assunto, tanto em Desktop como em Web e Mobile) e também sobre o JSF 2.0.

Tive o prazer de conversar com Ed pessoalmente, e ele se mostrou uma excelente pessoa, sempre atencioso às nossas perguntas, mesmo quando eu me enrolava com o inglês. Além da pergunta sobre o JSF 2.0, que foi respondida na palestra posteriormente, perguntei a ele sobre o problema de privacidade na web, gerada pelo crescente número de aplicações Web ricas. Ele me confirmou aquilo que eu já tinha ouvido falar, de que há certas aplicações que estão voltando para o Desktop, o que fará a concorrência entre Desktop e Web crescer ainda mais.

Segundo ele, a preocupação com privacidade existe e é crescente, o que levará os grandes players, como o Google, a manter os dados do usuário na máquina do Cliente, ao invés de em seus servidores. Afinal, é essa a promessa do Google Gears, não?

Muito interessante também foi a mesa redonda formada por grandes nomes no mundo java, entre eles o Bruno Souza e o próprio Ed Burns. Foi apresentado o projeto Sun Spot, para a criação de devices programados em Java, e também uma boa discussão sobre o futuro do Java nas empresas.

03 agosto 2007

"WADL: The REST answer to WSDL"

Interessante esse projeto WADL -- criado pela da Sun, e liderado por Marc J. Hadley --, que define um descritor de serviços baseados em REST. Chamado de Web Application Description Language (WADL), essa especificação é o equivalente ao WSDL para servições que utilizam o REST, e não o SOAP. Da própria especificação: "WADL is designed to provide a machine process-able description of HTTP-based Web applications." Isso permitirá que os serviços REST se popularizem mais. Está disponível inclusive as ferramentas (essenciais para a maiorias) wadl2java e java2wadl.

Para mais detalhes, leia o artigo WADL: The REST answer to WSDL.

Leia também o artigo de Doug Kohlert, Publishing a RESTful Web Service with JAX-WS.

01 julho 2007

Meu primeiro programa em Python

Ontem criei minha primeira aplicação em Python. Primeiramente, para dar sorte, fiz um aplicativo "hello world". Para isso, basta criar um arquivo, por exemplo, primeiro.py, e digitar a linha abaixo:

print "Hello World"


Só isso. 19 bytes!! (conte, são 19 caracteres!). Para complicar mais um pouco, fui ao segundo.py (39 bytes!):

t = raw_input()
print "Hello World,", t


Bem, mas não foi nenhuma dessas a aplicação a que me referi na primeira frase desse post.. A primeira aplicação, que se pode chamar de aplicação, e que posso dizer que me fez entender a linguagem (na tentativa e erro, é verdade), foi um pouco mais complexa. Não tem interface gráfica, mas pelo menos acessa a web.
É uma pequena e simples aplicação que acessa uma URL qualquer, faz o parser do HTML e busca um lista de links nessa página. A aplicação ainda está inacabada, pois tive uns problemas usando o módulo HTMLParser com páginas que contém script (no caso, a primeira página que acessei deu esse erro). Minha aplicação exemplo está abaixo. Ainda não está pronta, e a minha idéia é que ele navegue na web, escolhendo entre esses links, qual será o próximo destino. Mas para isso, terei que criar uma certa inteligência, para que ele não fique indo e vindo para o mesmo lugar, e não fique sem saber pra onde ir quando encontrar um link "quebrado" ou um ponto que não seja HTML. Mas essa discussão fica pra depois.

from urllib2 import urlopen, localhost
import HTMLParser as html
print "Localhost: "+localhost()

ret = urlopen("http://brunogrossi.com.br/")
print ret.geturl()
print ret.code
print ret.msg
print ret.info()

class MyParser (html.HTMLParser):
def handle_starttag(self, tag, attrs):
if (tag=="a" or tag=="link"):
print tag, attrs

parser = MyParser()
parser.feed(ret.read())

28 junho 2007

Windows Live Folder

Serviço semelhante a tantos outros já existentes, como o Box.net, Amazon G3 (pago), etc. Mas sendo da Microsoft, temos que ficar de olho.

MS permitirá armazenar arquivos na internet, Felipe Zmoginski, do Plantão INFO - SÃO PAULO - A Microsoft está testando um novo serviço chamado de Windows Live Folder, que permite armazenar dados online. [...].

27 junho 2007

Google quer obter 30% de sua energia a partir do Sol

Que Google gasta muita energia, até mais que uma pequena cidade, já sabíamos. E também que eles estão em busca de novas fontes de energia, de preferência renovável. Entre elas, o etanol brasileiro, que chamou muita atençao de Larry e Sergey em sua visita ao Brasil. Segundo o Google, a energia poderá custar mais que os próprios servidores, se não melhorar o desempenho das máquinas por watt gasto. Mas o que me chamou a atenção ontem é que o Google quer buscar 30% de sua energia do Sol, uma fonte não poluente, e praticamente inesgotável. E seguindo a sua filosofia de mostrar tudo o que está acontecendo por lá, pelo site do projeto, qualquer um poderá verificar quanto de energia foi gerado a partir do sol no GooglePlex, onde está sendo construído o maior coletor de energia solar de uma empresa norte americana. Dê uma olhada também no projeto RechargeIT.org do Google, para tentar reduzir a emissão de CO2 na atmosfera.

Blu-ray é JavaTM Powered

Segundo a Sun, a tecnologia Blu-ray, que permitirá melhor qualidade de som e vídeo que o DVD (só para ter idéia, enquanto os filmes em DVD ocupam até 8GB, o Blu-ray suporta até 50GB), é JavaTM Powered. O que isso significa exatamente?

25 junho 2007

Microsoft na briga pela IPTV

A Microsoft entra na briga pela IPTV com o Mediaroom. Isso eu e o João Paulo já tinhamos previsto que aconteceria rapidamente. Leia mais aqui e aqui. Quando tiver um tempo, darei uma olhada com mais calma, e comento.

23 junho 2007

Powerlogic agora é certificada MPS.br nível F

A Powerlogic, onde trabalho, conseguiu obter nessa sexta a certificação MPS.br, nivel F. O mais interessante nesse processo foi que nós não mudamos em nada a nossa forma de trabalhar aqui por causa da certificação. Nós apenas melhoramos, refinamos e reforçamos as práticas ágeis do Scrum que adotamos por aqui a mais de um ano. E conseguimos comprovar que é possível, e até necessário a uma empresa de inovação como a Powerlogic, utilizar práticas ágeis de forma responsável e produtiva como esperam as certificações de qualidade de software. A equipe de avaliação do MPS.br comprovou que, apesar do método ágil, a Powerlogic atende a todos os quesitos necessários ao nível pretendido.

Para quem não conhece, o MPS.br é uma certificação nos padrões CMMI adaptada ao mercado brasileiro, guiado pela Softex.

Parabéns a todos que participaram desse processo!

16 junho 2007

Saudoso SimCity está de volta


Depois de 4 versões de sucesso (dos quais tenho 3 originais em casa), e um longo período se "escondendo" dos concorrentes muito mais modernos, o SimCity está de volta com o SimCity Societies. Me parece que nessa versão você terá que enfrentar problemas sociais e ambientais, além de outros temas bem atuais, afim de fazer com que as pessoas sejam felizes. "Agora, o objetivo é deixar os habitantes felizes - fazendo uma cidade verde, sem poluição. Mega lançamento, chega no Natal", segundo Bruno Garattoni, no blog da SuperInteressante.

Do comunidado oficial:
"Featuring an all-new, revolutionary feature set, SimCity Societies allows players to construct not only the cities they desire, but create their cultures, societal behaviors and environments as well. Build an artistic city, haunted town, green city, spiritual community or most any society you want! Using the accessible, innovative and versatile city-builder, players can create their own kind of city in SimCity Societies."

Eu não sou muito fã de jogos mais (já fui viciado em SimCity e Civilization, admito), mas esse eu não posso deixar de experimentar.. Os gráficos estão muito melhores do que a última versão que eu joguei, a 3..


Outra curiosidade: para matar a saudade enquanto esperamos a nova versão, é possível jogar a primeira versão online.

Estilo Google de trabalhar

Todo mundo já ouviu histórias das regalias oferecidas pelo Google aos seus funcionários no ambiente de trabalho. Mas o que muitos têm se perguntado por aqui é se no Google do Brasil (em Belo Horizonte e São Paulo) também se desfruta dessas vantagens.

Portanto para os que andam curiosos sobre as regalias do Google por aqui, o vídeo abaixo pode dizer muita coisa:


13 junho 2007

Linus vs. Sun: briga no mundo livre

Linus Torvalds tem criticado a Sun pela sua adoção ao software livre, com direito a uma resposta de Jonathan Schwartz (CEO da Sun) à altura. Ele critica a Sun dizendo que ela fala muito mais do faz, e quer utilizar os recursos diponíveis do Linux em seu OpenSolaris, sem dar um contrapartida à comunidade, e com isso quer se resgatar nesse mercado que tem perdido ao longo do tempo.. Segundo Jonathan, a Sun está sim comprometida com a comunidade, ao abrir o fonte de vários de seus produtos. Lerei com mais calma os argumentos de ambos os lados, para entender bem esse discussão.
Leia também aqui.

01 junho 2007

Assistir Youtube em TV de 60''?

Eu tenho pensado muito ultimamente em colocar o PC ligado à TV para assistir a filmes da Internet na sala, como já disse anteriormente. Porém, tive que concordar com a Bia Kunze, que diz que não vai ser legal assitir a filmes do YouTube nas telas cada dia melhores e maiores, já que a maioria são de baixa qualidade: "A qualidade dos vídeos online não faz juz aos telões que podemos ter em nossas salas de estar hoje."
Essa é também a opnião do pessoal do Joost, que por isso não aceitam qualquer um para criar um canal. Mais interessante é a dica dela para assistir a esses filmes no PocketPC... Realmente, assistir a esses "filminhos" na tela do Celular, Palm ou MP4Player enquanto espera ser atendido no consultório do dentista é uma boa forma de passar o tempo. Melhor que ficar folheando aquelas revistas de fofoca velhas.

Google Gear - o inicio do fim do domino MS?

O Google lançou ontem no Google Developer Day o Google Gear, uma engine e plugin para Firefox/IE, para permitir que você rode os aplicativos Google localmente em sua máquina. Isso significa que você poderá editar suas planilhas do Google SpreadSheets, editar os textos do Google Docs e ler seus Feeds do Google Reader mesmo que esteja offline, e sem a demora da internet...
Será esse o fim do domínio do Microsoft Office? Leia mais aqui.

28 maio 2007

HD Externo: funciona no Linux

Testei no PC do meu trabalho, com Ubuntu 6.06, e funcionou perfeitamente, inclusive a partição NTFS (somente leitura). Testei também em uma máquina com Ubuntu 7.04 e funcionou também. O problema parece ser com minha máquina... Continuarei olhando...

HD Externo e Linux


Hoje ganhei um presente inexperado: um HD Externo, de 160GB da SimpleTech. Fiquei muito feliz, pois queria a muito um HD externo para backups e para transportar grandes arquivos. Para quem tem hoje no PC um HD de 40GB, 160GB é qase espaço ilimitado!! Vou sair do sufoco!! :) O mais interessante dele (além do design moderno (feito pela Pininfarina, que definiu as linhas da Ferrari!), é que não é necessário ligar na tomada, e sim, utiliza 2 cabos USBs, um para dados e outro para a energia.

Entretanto, para a minha surpresa (e uma certa preocupação), ele não funcionou no meu Linux (Ubuntu 7.04), que uso em casa e no trabalho... No manual, e no site, não fala nada sobre Linux, apenas Windows e MAC.

Depois de muito mexer e tentar entender porque (para minha surpresa, nem uma mensagem de erro me foi apresentada), fiz uma aposta e acho que descobri o porque... Simplesmente porque ele vem com NTFS, e nao FAT32... O Linux não lê NTFS a principio... Mesmo instalando o driver para NTFS (o ntfs-3g), não funcionou.. Tentei formatar pelo Windows para FAT32 (Windows Vista), mas este só me deu a opção de formatar como NTFS.

Depois de mais umas pesquisas, descobri que o FAT32 não aceita mais que 32GB em uma partição, e não aceita mais de 4GB por arquivo (talvez isso explique porque o VMWare parte os HDs virtuais em arquivos de 4GB!). Consegui agora, depois de muito, particionar esse HD aqui no Vista - descobri que o Vista não tem mais o fdisk, e sim um tal Disk Management, pra essa tarefa, aliás, um particionador muito bom, parecendo aquele das instalações Linux. Estou deixando portanto, uma partição FAT32 de 32GB (o limite), uma segunda, com 85GB em NTFS, e mais 32GB sem alocar, para experiências futuras - como instalar um Linux (ou Windows) nesse espacinho.

Para quem pensa em um dia usar seu HD externo ou muito grande num Linux, ou mesmo para outras finalidades, recomendo o particionamento do HD, e logo no inicio. Afinal, fazer backup de 160GB depois não vai ser nada fácil!

Ainda não testei no Linux (está tarde!), mas acredito que agoa o Linux vai reconhecer a partição FAT32 dele... Depois conto o resultado.

26 maio 2007

Para os aficcionados em Tecnologia, mas que não dispensam um refrigerante gelado


Encontrei hoje um interessante blog, o Digital Drops, que trás novidades interessantes em parafernálias tecnológicas. Me interessou muito o Traveller, um gadget portátil com GPS, criado pela designer inglesa Nikita Golovlev, que utiliza a tecnologia de e-paper como interface.. Muito bom para os que adoram viajar, como eu. Pena que ainda é só um protótipo.

Muito útil também, para aqueles que trabalham horas seguidas no computador, o essa mini geladeira que se liga à USB para gelar latas, vendida pela loja inglesa Brando.

Menos tecnológico, mas não menos interessante, está o IQ, um cubo mágico para quem já está cansado do cubo mágica... Ele não é formado apenas de quadrados, mas de formatos variados, o que dificulta o trabalho de montá-lo, exercitando mais o seu célebro. Também é vendido na Brando, que aliás, vende um monte de coisas interessantes, e entrega em todo o mundo...

25 maio 2007

"A Summary of some of the most used and powerfull Java Libs"

Apresentação de Brian McCallister e Gianugo Rabellino, no JavaOne 2007 sobre algumas das mais usadas e poderosas bibliotecas Java. (Postado aqui)

22 maio 2007

"Então você quer ser um Analista de Requisitos?"

Muito interessante o artigo do Ricardo sobre Analista de Requisitos. Ele explica quem é esse profissional, e como se tornar um. Vale a pena uma leitura:
Ricardo's Blog (Blog do Ricardo): So You Want To Be a Requirements Analyst? (Então você quer ser um Analista de Requisitos?)

Python

A duas semanas comecei a estudar sobre Python... Para quem programa com Java (praticamento só Java, e um pouco de C) a quase 5 anos, está meio complexo de pegar denovo uma linguagem tão dinâmica... Digo denovo, pois nos primórdios da Internet, por volta de 1997/98, fiz muitas aplicações em Perl, e posteriormente em PHP. Eu gostava muito dessa "liberdade" na programação dinâmica. Já programei também, durante a faculdade, em Haskell, uma linguagem funcional muito interessante, com a qual me diverti bastante. Agora, estou tentando resgatar um pouco disso tudo com o Python, uma linguagem dinâmica moderna e das mais utilizadas no mundo, que até a Microsoft tem investido pesado em sua plataforma .Net.

Vamos ver no que vai dar... Você pode acompanhar alguns dos links que estou visitando aqui.

16 maio 2007

TV digital para que?

Hoje há uma grande proliferação de soluções de TV na web, como o Joost, DemocracyTV, Freevo, que permitem assistir TV na internet da mesma forma como assistimos à TV convencional, muitas vezes com a vantagem de uma maior interação entre os espectadores.. O DemocracyTV realmente me impressinou: permite buscar filmes de diversas fontes, como Google Video e YouTube, permite baixá-los via bittorrent, e gerencia o armazenamento de forma semelhante ao TIVO (otimizando o espaço gasto, para que o usuário nao tenha que se preocupar com isso).



Minha opnião é que o governo brasileiro não deveria se preocupar com a TV digital... acredito que em 5 anos, quando sairá as primeiras TVs digitais, isso está tão comum que a TV conversional/digital não será mais importante... Todo mundo assistirá tudo na internet... Tenho vários amigos que já deixaram de assistir a programas de TV paga (da aberta, nem se fala) nos domingos à tarde, para assistir a verdadeiras comédias no YouTube... Pra mim, só falta levar o micro para a sala....



Na verdade, o governo deveria se preocupar no momento em levar IP para todo mundo...

08 maio 2007

Mineração de Dados

Desde o meu mestrado, quando estive envolvido com Mineração de Dados, venho buscando uma forma de aplicar a mineração de dados de forma prática. Estou tentando entender como as grandes empresas ganham dinheiro com BI, DW e Datamining. E mais, como pequenas empresas podem ganhar com isso, e eu, como posso me divertir com isso... Alguma idéia?

30 abril 2007

Compartilhando informações 2

Como compartilhar informações?? Há varias ferramentas disponíveis online para isso... As ferramentas mais útil, ao meu ver, são os chamados Social Bookmarks. Eu uso muito o del.icio.us, que a meu ver, ainda é o melhor e mais utilizado... Mas não sem concorrentes. Aliás, a versão nova do plugin para o firefox ficou excelente, mostrando os bookmarks delicious como sendo bookmarks da Barra de Bookmarks rápida.. Muito útil..

Essa idéia é uma das muitas que eu tive antes de se tornarem populares, e que eu não implementei.. Isso é comum acontecer, mas comigo acontece com frequência.. eu tenho alguma idéia ótima, mas por falta de tempo, acabo deixando de lado... Depois, já sabe.... Acho que isso acontece com todo mundo.. Por isso, minha idéia agora é compartilhar o máximo de idéias com todo mundo, e vê-las melhoradas por aí...

Para organizar essas idéias, comecei hoje a experimentar o stikkit, uma espécie de post-it virtual... Vale a pena uma olhada. Se alguem souber de uma outra ferramenta mais útil..

Meu site

(terceiro post de hoje!)
Só para começar a mostrar o que eu tenho feito pelo meu site, estou brincando atualmente com CSS, JavaScript, RSS, JSON e Yahoo! Pipes....

Coisas novas a cada segundo...

Falando em estudar novas tecnologias, cada dia me defronto com mais e mais e mais coisas interessantes no cyberespaço... É incrível como realmente a criatividade do ser humano é ilimitado! E eu, como viciado em tecnologias, adoro prospectar tudo o que há de novo por aí... Pena que eu sou um só... Minha grande questão hoje em dia é como absorver o máximo, sem queimar pestanas atôa... E mais: como organizar isso tudo em minha cabeça, ou melhor, em meu site, para que toda a informação esteja disponível para mim e para quem estiver por perto, no momento em que eu precisar?

Compartilhando informações

Como é possível observar pelo meu último post, eu não tenho tido muito tempo para escrever aqui em meu blog.. O que me levou a criar um blog sobre tecnologia, com tantos aí já existentes, foi a vontade de compartilhar o que eu sei e o que estou aprendendo a cada dia nesse mundo sem fim de informações em que vivemos... Compartilhar informações com quem quer que as esteja buscando, ou com curiosos em busca de novidades..

Compartilhar é a nova onda do século 21.. Hoje até presidentes e altos executivos de grandes empresas têm um blog... Muito diferente de antigamente, quando as pessoas que sabiam muito escondiam para si tudo o que sabiam, na esperança de que, não passando para outros aquilo que sabe, seu emprego estará garantido... Sei de casos em que isso aconteceu, em empresas grandes que tiveram que recontratar pessoas aponsentadas a preço de ouro, pois só elas detinham certo conhecimento.

Porém, hoje sabemos que ninguem é insubstituível, e, mais que isso, ninguem é capaz de saber tudo sobre uma determinada coisa.. Novas tecnologias, APIs, linguagens, maneiras inovadoras de fazer a mesma coisa, etc., surgem a cada momento nesse mundo que não dorme mais (afinal, quando aqui é meia noite, no Japão alguem acabou de descobrir algo novo, minutos antes de sair pra almoçar!).

Pensando dessa forma, desde que criei o blog e me dispus a compartilhar informações sobre tudo o que tenho estudado, percebi que fazer mais do mesmo (todo mundo tem um blog hoje!), seria mais um dentro da multidão.. Por isso, tenho passado esse tempo todo pensando numa forma diferente de como compartilhar pelo menos um pouco do que eu sei, e do que eu estudo com as pessoas que visitam meu site... Por isso, estarei lançando em breve meu novo site (se é que eu tinha um..), lançando mão do que há disponível em ferramentas web para compartilhamento de informações..

Aguardem...