21 novembro 2007

SCEA 5 Beta - Parte 2, aí vamos nós!

Acabei de receber o e-mail da Sun dizendo que eu passei na parte I do exame beta do SCEA que fiz em outubro. Fiquei com 70%. Agora é enfrentar a parte 2... E rever meus vagos conhecimentos em UML (a muito não trabalho diretamente com UML).

13 novembro 2007

SOAP x REST

Há muita discussão hoje sobre o uso de REST como alternativa ao SOAP. Há até alguns que duvidam que REST é mesmo WebService, já que se acostumaram a ver WS como um emaranhado de siglas e padrões para fazer o que chamamos genericamente de "chamada remota de procedimento" (RPC). Nessa visão, REST parece simples demais para ser algo comercialmente "vendável".

REST é sim WebService, quando se percebe que a finalidade principal do WebService é permitir a comunicação entre duas aplicações quaisquer, independente de sua plataforma/linguagem de desenvolvimento. Eu tomei conhecimento do REST em 2004 enquanto escrevia minha dissertação (que foi sobre WebServices para Mineração de Dados), e percebi logo que REST tem muitas vantagens com relação ao SOAP, a começar pelo menor processamento necessário para a mensagem. SOAP é um emaranhado de tags XML para falarem pouca coisa. Num ambiente onde poder de processamento é escasso, processar tags "desnecessárias" pode ser penoso a todo o sistema. É o caso, por exemplo, de aplicações JavaME.

Pretendo colocar aqui algumas observações sobre REST, explicar seu funcionamento, e advogar a seu favor. Não pretendo abordar 100% do tema, mas espero poder ajudar a quem ainda estiver em dúvida sobre se é utilizável ou não o REST no lugar do SOAP.

Por enquanto, dêem uma olhada nos artigos que encontrei e marquei no del.icio.us.

03 novembro 2007

Novos Rumos

Chega momentos em que nós temos que seguir novos caminhos. Estou começando hoje um novo desafio em minha carreira. Saio da Powerlogic, para trabalhar em casa em um projeto de alta tecnologia.

Gostaria de agredecer muito a todos da Powerlogic, empresa onde aprendi e cresci muito. Aprendi muito com os amigos que fiz, em especial com o Paulo Alvim e toda equipe do jCompany. A Powerlogic é uma empresa em que gostei muito de trabalhar, e que vi passar de uma pequena empresa mineira para uma média (tendendo a grande) empresa de alcance nacional. Tenho certeza que é uma empresa que vai longe! Sucesso a todos vocês!

A Powerlogic, como toda empresa tem problemas sim, mas vi muitos serem resolvidos e presenciei a vontade de crescer, se profissionalizar e se tornar um lugar melhor para trabalhar. O dia que não houver problemas numa empresa, não haverá mais motivos para se trabalhar lá. Afinal, o que move o homem é o desafio de melhorar ou a busca de novos desafios.

Quanto aos meus novos desafios, trabalhar em casa é um grande deles! Falarei melhor sobre isso depois que me organizar.